Preparação para o Parto - Dicas

Raquel
Raquel
Admin
Mensagens : 356
Data de inscrição : 10/08/2013
Idade : 25
http://www.gestantesonline.com
03012020

Preparação para o Parto - Dicas  Images11





Faça exercícios físicos



Durante a gestação, a prática de exercícios físicos regulares têm a função de aliviar as dores e desconfortos causados pelas diversas mudanças no organismo, além de promover um fortalecimento da musculatura e facilitar o desempenho na hora do nascimento do bebê.


Alguns exemplos de exercícios que atuam como fortalecedores podem ser listados a seguir:


encoste as costas em uma parede, sentada no chão, junte os pés e deixe as pernas em forma de borboleta; empurre as pernas com os cotovelos;
com as costas apoiadas na parede, separe os pés, para manter o equilíbrio, e deslize até que as coxas estejam em uma posição paralela com o chão; em seguida retorne à posição inicial;
com as mãos e joelhos no chão e a cabeça no mesmo ângulo que as costas, encolha a barriga e arqueie as costas para cima, imitando um gato.
É claro que o tipo de exercício, a intensidade e a frequência devem ser indicados pelo seu médico de confiança e acompanhados por um profissional de Educação Física capacitado a lidar com gestantes. 
Procure sempre a orientação profissional para evitar complicações.


Além disso, lembre-se sempre de usar roupas e sapatos confortáveis para fazer exercícios, se alongar apropriadamente e beber bastante água.


Dica: Ocitocina no trabalho de parto: o que é e como funciona?


Esteja preparada psicologicamente



Todo o processo da gestação, incluindo o parto e a maternidade, são momentos de grande importância emocional. 
Esteja preparada psicologicamente para encarar não só os momentos difíceis na hora do parto, mas também os desafios da nova vida como mãe.


Estar na companhia do parceiro ou de algum parente em quem você confie ajudará a ter mais segurança e tranquilidade durante o parto e a tolerar mais a dor das contrações.


Mantenha uma alimentação saudável



A gravidez já é, por si só, considerada um fator essencial para a ocorrência de obesidade na saúde das mulheres. 
Mas além disso, o peso e tamanho que o feto adquire durante a gestação é fundamental para o sucesso do parto vaginal e é influenciado diretamente pela dieta da mulher. 
Um bebê muito grande pode inviabilizar um parto normal caso a mãe não tenha uma bacia larga o suficiente.


Substituir alimentos processados por opções mais naturais é a melhor escolha. Alimentos mais saudáveis ajudam no desenvolvimento e fortalecimento do bebê e evitam doenças, tanto na gestação quanto no pós-parto, permitindo que o parto normal aconteça mais tranquilamente.


Procure sempre a orientação de um nutricionista desde o início da gravidez para elaborar uma dieta que seja mais adequada para você.


Conheça a maternidade e o médico



É importante conhecer a maternidade com antecedência e saber se a estrutura é adequada, se está preparada para o tipo de parto que você escolheu e principalmente se é do seu agrado. 
Converse com seu médico sobre a maternidade que você pretende escolher, uma vez que ele também deve estar ciente das instalações do hospital e saberá indicar pontos positivos e negativos do serviço prestado.


Prepare a mala da maternidade



Um preparativo importante mas que acaba sendo deixado de lado no momento da ansiedade é a preparação dos itens que devem ser levados para a maternidade. 
O ideal é que as malas já estejam prontas a partir da 36ª semana de gravidez, uma vez que o bebê pode nascer a qualquer momento e você poderá estar muito preocupada com o que vem pela frente. 
Então separamos algumas dicas sobre o que levar para você e para o bebê.


Conheça os sinais do parto



Quando o corpo da mulher começa a se preparar para o parto, as contrações uterinas passam a ser mais frequentes e desconfortáveis. 
Elas se iniciam nas costas, seguindo para a parte inferior do útero, sendo mais dolorosas e regulares.


Pode ser que ocorra um sangramento, como se fosse menstruação ou até maior, com cólicas ou contrações. 
Caso isso aconteça, não perca tempo e se dirija imediatamente ao hospital.


O mesmo procedimento precisa ser obedecido caso haja o rompimento da bolsa d’água e o líquido amniótico apresente um tom esverdeado: esse é mais um sinal de que está na hora de ir para o hospital. 
Geralmente, o líquido é o bastante para descer pelas pernas e molhar o chão, embora possa sair em pequenas quantidades. 
É preciso ficar atenta!


Se informe sobre o armazenamento das células-tronco do cordão umbilical



As células-tronco presentes no cordão umbilical são especiais, pois têm um grande potencial para serem utilizadas no tratamento de mais de 80 doenças, especialmente as doenças hematológicas (doenças do sangue). 
Por serem células mais imaturas, são imunologicamente mais tolerantes, característica que as fazem apresentar riscos menores de rejeição quando comparadas às células-tronco da medula óssea de um adulto.


Além dessas razões, pesquisas em fases avançadas usando as células do cordão umbilical trazem esperança na comunidade científica para o tratamento de doenças comuns e ainda sem cura, como: a paralisia cerebral, autismo e AVC


Por isso, se ainda não pensou nesse assunto, considerar armazenar as células-tronco do cordão umbilical do seu bebê é uma decisão importante que deve ser tomada durante a gravidez. 
Coletar e armazenar essas células têm alguns custos e, decidindo pelo armazenamento, um planejamento prévio vai ajudar a viabilizá-lo com mais tranquilidade.


Se preparar para o parto é essencial para que, ao chegar a hora, você esteja com tudo pronto, não fique apavorada com o momento e possa receber o seu bebê de forma e com muita alegria!
Compartilhar este artigo em:redditgoogle

Comentários

Nenhum comentário

Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos